fulviamolina1@gmail.com

São Paulo | Brasil

A Alma dos Edifícios

Salão Negro do Congresso Nacional 

Brasilia, DF

2004

 

 

A Alma dos Edifícios

O projeto A Alma dos Edifícios tem como tema o prédio da faculdade de Filosofia Ciências e Letras de da Universidade de São Paulo foi invadido em 1968 por grupos de direita denominados CCC – Comandos de Caça aos Comunistas  e  pela Polícia Militar. Esta invasão marcou o início do período mais sombrio do período militar.  O prédio da rua Maria Antonia foi evacuado e a Faculdade de Filosofia foi transferida para o  campus da Cidade Universitária e os prédios foram transformados em escritórios da Secretaria de Administração dos Presídios do Estado de São Paulo. Quando o prédio onde funcionou o Centro Acadêmico foi devolvido para a USP estava em estado de abandono e em escombros. Foi esse o foco da exposição, assim como a rua palco da memorável Batalha da Maria Antonia e o movimento estudantil de 68.

 

Levar essa exposição para o Salão Negro do Congresso Nacional, o centro político do país foi um acontecimento político e um desafio para “instalá-la” considerando as especificidades e amplitude deste local. No espaço expositivo todo formado por painéis de vido foram instalados as fotos dos estudantes mortos, posters dos jornais da época,  os objetos retirados dos escombros e os antigos vitrais o prédio da rua Maria Antonia, semidestruídos, restos da batalha, símbolos dela, os quais imediatamente se colocaram em contraste com a imponente arquitetura de Niemeyer.

Esta exposição teve a curadoria de Lorenzo Mammì e Horst Hoheisel e realização dos artistas voltados para o trabalho de arte e memória da dor: Horst Hoheisel e Andreas Knitz, da Alemanha, Fulvia Molina, do Brasil, e Marcelo Brodsky, da Argentina.

Reportagem - TV Câmera - Video

Projeto: MemoriAntonia

Salão Negro do Congresso Nacional

Brasilia, DF

2004

  • Facebook Basic Black
  • Preto Ícone Instagram